Você Conhece o Centro de Eventos de Fortaleza?

Centro de Eventos do Ceará

Fortaleza, capital do Ceará, é uma cidade referência no turismo de eventos no Brasil, que atrai milhares de pessoas anualmente. Ela conta com uma forte infraestrutura de hotéis, restaurantes e locais de eventos, sendo que o centro de Eventos de Fortaleza é um dos que mais se destaca.

Centro de Eventos do Ceará

Inaugurado em 1974, o Centro de Convenções de Fortaleza faz parte da história da arte e cultura do estado e do país. Não só pelas obras e eventos que abrigou, mas também por suas características arquitetônicas que remetem ao contexto de industrialização e modernização que a cidade e país viviam naquele momento.

Continue lendo esse post e saiba mais sobre o Centro de Eventos de Fortaleza e sua importância para o Estado do Ceará.

O antigo Centro de Convenções migrou para o Centro de Eventos

O Centro de Convenções de Fortaleza, também conhecido como Centro de Eventos Edson Queiroz, hoje desativado e demolido, foi um espaço de eventos gigante.

Ele contava com 15 mil metros quadrados, sendo 13 mil metros quadrados climatizados, e possuía capacidade para realizar simultaneamente cinco eventos.

Localização e história

Localizado próximo à Universidade de Fortaleza, o Centro de Convenções foi um espaço de fácil acesso, situado bem próximo à rede de hotéis da cidade e do Aeroporto Internacional Pinto Martins.

Teve como autor do projeto arquitetônico Neudson Braga, que construiu um belíssimo monumento arquitetônico, com fortes influências no processo de industrialização da cidade e ideias modernistas.

O chanceler Edson Queiroz, em 1973, fez uma doação do terreno ao Estado do Ceará para construção de um local de promoção de arte e cultura, sendo que na época o estado não contava com um local que pudesse abrigar eventos e promoção de arte.

Centro de Eventos do Ceará

Em 2012, o Centro de Convenções de Fortaleza foi ultrapassado pelo Centro de Eventos do Ceará, onde os eventos passaram a ser realizados. Este novo local era vizinho do antigo centro e passou a ser responsável pela realização dos shows e eventos.

O antigo Centro de Convenções de Fortaleza foi devolvido à Universidade de Fortaleza (Unifor), mais especificamente ao seu Espaço Cultural, para condução de um projeto de revitalização pela Fundação Edson Queiroz, que se comprometeu a desenvolver um projeto de demolição do antigo prédio e construção de um novo espaço cultural à cidade.

Foi então que em 2014, foi formalizado um protocolo de intenções para negociação sobre o futuro do local, com o Governo do Estado tendo a propriedade definitiva de parte do terreno e devolução à Fundação Edson Queiroz de uma área aproximada de 9775 metros quadrados.

A arquitetura do local remete a influências do Movimento Moderno que surgiu no Brasil nas primeiras décadas do século XX, relacionadas à revolução vanguardista ocorrida na época, com destaque à Semana de Arte Moderna em São Paulo.

É fato, portanto, que a construção do prédio tem fortes ligações com a história da cidade e o momento histórico vivido pelo país.

Além disso, o Centro de Convenções de Fortaleza faz parte da história de construção de Fortaleza como um centro de referência de turismo de eventos que, hoje, é um ramo que influencia positivamente a economia do estado e da cidade.

O turismo de eventos movimenta a cadeia de empregos da região de forma intensiva e é um grande atrativo a empresas e turistas de todo o mundo, o que acaba também implicando em grandes investimentos na cidade.

Presente e futuro do Centro de Eventos

O Centro de Convenções de Fortaleza, em junho de 2019, foi devolvido à Fundação Edson Queiroz pelo Governo do Estado. E passou por um processo de demolição em etapas, uma demolição sustentável, com finalização em dezembro de 2019.

Os restos do prédio foram destinados à construção do estacionamento da Universidade de Fortaleza, em respeito a um movimento de sustentabilidade ambiental com o aproveitamento de recursos naturais.  Vale ressaltar que a demolição se deu em razão das condições do prédio antigo, que apresentava uma estrutura física muito comprometida.

No lugar do Centro de Convenções de Fortaleza foi construída uma usina de reaproveitamento de resíduos sólidos e a partir daí serão produzidos três tipos de produtos: BGS (Base Graduada Simples), rachão (usado no pavimento do solo) e ferro, destinado à Usifort.

Construção do Novo Centro Cultural

Em 05 de setembro de 2019 iniciou-se a construção de um novo centro cultural, com final em dezembro de 2019.

Centro de Eventos de Fortaleza, mezanino
Centro de Eventos de Fortaleza, mezanino
Centro de Eventos de Fortaleza, mezanino
Centro de Eventos de Fortaleza, mezanino

No lugar do Centro de Convenções de Fortaleza foi construído um local cultural com museu, teatro, auditórios e salas equipadas. O local é o Centro de Eventos de Fortaleza e serve como o principal ponto cultural do Ceará e guarda a coleção de obras de arte da Fundação Edson Queiroz.

A coleção de arte conta com obras dos séculos XVII ao XXI, contemplando várias escolas de artes, como barroco, modernismo, abstracionismo e contemporâneo.

São aproximadamente 870 obras e, além daquelas que estão em poder da Fundação Edson Queiroz, poderá receber exposições de vários artistas, contribuindo, assim, à promoção cultural da cidade e do estado.

Todo o desenvolvimento do projeto foi levado com muita seriedade já que como parte do projeto de licitação de devolução do local teve como objetivo principal garantir que o novo complexo elevasse a condição do Ceará como ponto para difusão cultural, de arte e formação de uma plateia democrática.

Tanto é que toda a negociação durou cerca de 6 anos e teve como resultado a publicação da lei de licitações número 16.900 de maio de 2018.

Portanto, a demolição do centro de Eventos de Fortaleza foi um marco para a história cultural da cidade e reconhece o status de Fortaleza como um polo atrativo turístico e de arte.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre a demolição do centro de Eventos de Fortaleza, sua importância ao local e a construção  de um novo espaço cultural, é importante que valorize cada vez mais o turismo e arte brasileiros, para promoção de nossos talentos e incentivo ao desenvolvimento econômico da região.

Posted by

Naldo Ferreira

Designer e viajante, já rodou pelo mundo e escreve suas experiências de suas viagens e passeios por todo o Ceará em busca de roteiros e lugares inspiradores. Também arranja tempo para produzir vídeos em um projeto de aventuras.
@navibetrip

Você pode gostar disso...